Make your own free website on Tripod.com
 

+ Principal
+ Do campo para a cidade
+ Metropolização
+ Brasil, um país urbano
+ A hierarquia urbana brasileira
+ Os grandes problemas
sociais das grandes cidades
 
 
 
 

Brasil,um país urbano
22/08/2005

A expansão de novas formas capitalistas de produção atingiram tanto as áreas urbanas quanto as áreas rurais, que foram se integrando gradativamente aos principais circuitos da produção económica.

Conforme desenvolvia-se no campo uma produção comercial voltada para as necessidades da cidade, como alimentos, matérias-primas e excedentes exportáveis, difundia-se também o trabalho assalariado e expandia-se o mercado consumidor. A produção rural incorporou as inovações tecnológicas produzidas na cidade, como os avanços da biotecnologia e os telefones celulares; trabalhadores rurais passaram a viver em cidades, como acontece com os chamados bóias-frias; moradores do campo trabalham em atividades não-agrícolas, que se desenvolvem na zona rural, como o turismo e a prestação de serviços; a população que se dedica às atividades do setor primário assimilou os padrões de consumo urbanos e também se transformou em compradora de pro dutos industrializados. O Brasil rural tradicional está desaparecendo e sobrevive apenas nas áreas mais pobres, que apresentam uma economia desequilibrada, em que a população não tem renda suficiente para integrar-se às novas formas de consumo e não há capital suficiente para impulsionar a modernização da produção. 

O Brasil agrícola apresenta uma vida económica comandada pelos interesses das atividades do setor primário, mas integra-se plenamente às principais formas de produção urbanas e apresenta elementos marcadamente urbanos. A produtividade aumentou e o setor integrou-se aos principais mercados consumidores nacionais e intemacionais. Essa modernização, como vimos, foi produzida nas cidades, onde se concentram a pesquisa científica e a atividade industrial, que deram suporte à mecanização da agricultura e à incorporação dos principais avanços da indústria química e da biotecnologia.

Brasil urbano e Brasil agrícola são, em resumo, elementos de uma única realidade, que se constituiu a partir da aceleração do processo industrial e é comandada pelos interesses das atividades urbanas, visando a plena integração da economia brasileira ao mercado mundial globalizado.